Carapebus

Descrição Geral – Compreende lagunas e praias, além de parte do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba. A pesca amadorística acontece tanto na área lacustre (pesca de rede), como na área marítima (pesca de linha).

Geologia O litoral do Estado do Rio é marcado por cordões arenosos retilíneos desde a baía de Sepetiba até o litoral norte, interrompidos por costões rochosos. Na área de Carapebus ocorre uma das mais expressivas, didáticas e belas formações de cordões litorâneos e lagunas do litoral brasileiro, que contam a história da sedimentação do rio Paraíba do Sul e das variações do nível do mar no Holoceno. Ocorrem, ainda, sedimentos fluviais da Formação Barreiras com idade aproximada de 10 milhões de anos.


PRINCIPAIS GEOSSÍTIOS:

N°24: PARQUE NACIONAL DA RESTINGA DE JURUBATIBA
Localização: 22º12’5” S; 41º29’33” O
Descrição: É o primeiro Parque Nacional brasileiro a compreender exclusivamente o ecossistema de restinga. Pesquisadores concordam que Jurubatiba é a área de restinga mais bem preservada do país (http://www.quissama.rj.gov.br/index.php/2009/05/06/o-municipio-juribatiba/). Abrange parte das planícies fluviais e marinha dos municípios de Quissamã, Carapebus e Macaé. Compreende uma faixa de orla marítima com 14.860ha de área e 44 quilômetros de extensão de praias. É um importante território inserido na Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. Registra espécies endêmicas e protege um rico ecossistema. Lagunas marcam as variações do nível do mar no Holoceno. O PARNA Jurubatiba é cortado pelo Canal Macaé-Campos que é considerado o segundo maior canal artificial do planeta e a maior obra de engenharia do período imperial no Brasil. Possui aproximadamente 100 km de extensão. Foram necessários quase trinta anos para a sua completa realização, que iniciada no ano de 1844 foi concluída em 1872. A construção de um canal navegável que serviria para o escoamento de mercadorias e transporte de passageiros entre Campos e Macaé, surgiu no final do século XVIII, frente ao crescimento da produção açucareira e as dificuldades de escoamento do produto. Dois anos apenas de sua conclusão foi inaugurada a estrada de ferro que ligava estas duas cidades, perdendo o Canal toda sua importância e funcionalidade. Tombado como patrimônio estadual em 2002, o Canal Campos-Macaé sofre hoje um intenso processo de assoreamento e despejos de esgotos, permanecendo apesar disso como um componente de destaque na paisagem urbana. Porém, no interior do parque ele mantém sua exuberância.


PRINCIPAIS SÍTIOS DE INTERESSE HISTÓRICO-CULTURAL NA ÁREA DO GEOPARQUE:

N° 15: CASA DE CULTURA / ANTIGA ESTAÇÃO DE TREM
Localização: 22°11’13.42″ S;  41°39’40.87″ O
Descrição: No centro da cidade encontra-se preservada uma antiga estação de trens, que foi reformada e se transformou no prédio do Centro Cultural da cidade de Carapebus.

Deixe seu comentário: