GeoDia – 12/10/19

GEODIA EM IGUABA GRANDE E SÃO PEDRO DA ALDEIA:
FALHAS GEOLÓGICAS, ROCHAS COM 2 BILHÕES DE ANOS & ORIGEM DA LAGOA DE ARARUAMA

Em 12 de outubro de 2019, sábado, a equipe do projeto Geoparque Costões e Lagunas do RJ realizou a 5ª edição do GeoDia, contemplando três importantes geossítios em dois municípios:

O evento teve início às 10h, onde conversamos a respeito da geodiversidade e geoconservação dos sítios existentes no Núcleo Experimental de Iguaba Grande (NEIG), da Faculdade de Veterinária da UFF (Universidade Federal Fluminense), localizado no município de Iguaba Grande. Logo após, partimos rumo a uma caminhada pela Ponta da Farinha, sendo possível conhecer um pouco das estruturas do passado que esculpem a paisagem atual e da evolução da Lagoa de Araruama. Pudemos reconhecer os gnaisses, que representam as rochas do embasamento com cerca de 2 bilhões de anos e registram a formação do Supercontinente Gondwana, pela colisão do continente africano com o sul-americano. Tubos de vermetídeos, formados por moluscos que vivem presos às fendas e soleiras dos costões rochosos, marcam as variações do nível relativo do mar e a formação do sistema lagunar de Araruama nos últimos 120 mil anos. Por fim, visitamos a exposição da falha da Ponta da Farinha, com a observação das brechas tectônicas, formadas pelos movimentos sísmicos que abalaram a área no passado.

A partir das 16h, realizamos a segunda parte do nosso evento, desta vez em São Pedro da Aldeia, na Praia da Baleia. O bate-papo foi sobre os gnaisses do embasamento, cujas estruturas demonstram os enormes esforços tectônicos por que passaram em sua longa existência. Posteriormente, encerramos o evento na Ponta da Areia, apreciando um lindo por do sol ao lado de brechas de falha ali preservadas!

Contamos com a presença de mais de 60 participantes, dentre eles alunos de escolas municipais, universitários (UFRJ, UERJ e UFF), professores, moradores locais, representantes de prefeituras e organizações da sociedade civil, ambientalistas, turistas e amantes da natureza!

É parte de nosso propósito compartilhar conhecimento sobre locais relevantes para a sociedade, buscando a Geoconservação dos geossítios pela educação e geoturismo. O evento foi um sucesso absoluto e contou com a colaboração de diversos ambientalistas e pesquisadores em geologia (UERJ, UFF e UFRJ), que se revezaram na condução dos temas científicos!

Agradecemos a presença de todos os participantes, da equipe envolvida na organização do evento e das instituições que nos deram apoio: UFRJ (Pró-reitoria de Extensão, Departamento de Geologia, Museu da Geodiversidade, LAGESED, Projeto Gondwana, Casa da Ciência e NUPEM/Macaé), UERJ (Faculdade de Geologia, Laboratório de Estudos Tectônicos e Faculdade de Formação de Professores), UFF (Departamento de Geoquímica, Núcleo Experimental de Iguaba Grande), Prefeituras de Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia, Secretaria de Estado de Turismo do RJ, Parque Estadual da Costa do Sol, RPPN Fazenda Bom Retiro, Blue Birds BR, Instituto de Pesquisas e Educação Para o Desenvolvimento Sustentável, Associação Profissional dos Geólogos do Estado do Rio de Janeiro, Comitê de Bacias Hidrográficas Lagos São João, Consórcio Intermunicipal Lagos São João, Salinas Shopping (Praia Seca), Tayra Eco-Parque, Rio Geotour e Carioca Geotour.

Esperamos vocês na próxima edição! Aguardem maiores informações!

GALERIA DE FOTOS:

  • PONTA DA FARINHA (NÚCLEO EXPERIMENTAL DA UFF – IGUABA GRANDE)
  • PRAIA DA BALEIA & PONTA DA AREIA (SÃO PEDRO DA ALDEIA)

Fotos: Helan Matos e Miguel Tupinambá


CONVITE
GEODIA EM IGUABA GRANDE E SÃO PEDRO DA ALDEIA:
FALHAS GEOLÓGICAS, ROCHAS COM 2 BILHÕES DE ANOS & ORIGEM DA LAGOA DE ARARUAMA!

GeoDia é o nome que atribuímos às atividades organizadas para compartilhar conhecimentos sobre Geociências em sítios com relevância científica, educativa, turística ou outra.

Nela, estudantes, professores, ambientalistas, moradores, empresários ou mesmo visitantes ocasionais, realizam caminhadas guiadas por áreas naturais, onde podemos entender e observar a origem e dinâmica de sistemas relativos ao meio abiótico de nosso planeta, a Geodiversidade.

A intenção é que possamos reconhecer a importância das rochas, solos, paisagens e processos da Terra e de como nós, seus habitantes, podemos contribuir para a proteção e conservação das maravilhas que existem ao nosso redor! Ao mesmo tempo, podemos observar a rica biodiversidade que se desenvolve nesse substrato.

No próximo dia 12 de outubro de 2019 (sábado), a equipe do Projeto Geoparque Costões e Lagunas do RJ irá se reunir para realizar a 5ª edição do evento, com visita a três importantes geossítios:

A primeira atividade ocorrerá pela manhã, às 09:30, no Núcleo Experimental de Iguaba Grande, RJ, Faculdade de Veterinária / UFF (Universidade Federal Fluminense – NEIG-UFF), localizado no município de Iguaba Grande. Neste impressionante e preservado local, poderemos conhecer um pouco das estruturas do passado que esculpem a paisagem atual. Elas estão relacionadas com eventos grandiosos, na forma de falhas geológicas, que mostram os movimentos sísmicos por que passaram a região e sua importância para a ciência e educação. Fauna e flora preservadas tornam esta área de grande valor ecológico.

A segunda parte do evento será de tarde, às 13:30, em São Pedro da Aldeia, onde teremos a oportunidade de visitar dois belíssimos lugares de interesse geológico. O primeiro deles localiza-se na Praia da Baleia, com suas rochas datadas em cerca de 2 bilhões de anos e estruturas que demonstram os enormes esforços tectônicos por que passaram em sua longa existência. Posteriormente, na Ponta da Areia, poderemos observar outra falha geológica na área da Guarda Municipal do município. Também discutiremos a origem geológica da Lagoa de Araruama.

A atividade é gratuita e trata-se de um incentivo para a tomada de consciência da população acerca da história do nosso planeta. Emitiremos certificado para os participantes que solicitarem.

Segundo a UNESCO, Geoparques são áreas delimitadas onde sítios e paisagens com grande relevância geológica de nível internacional são geridos dentro de uma visão holística de proteção, educação e desenvolvimento sustentável. O Projeto Geoparque Costões e Lagunas é uma das diversas iniciativas brasileiras para implantação de geoparques. Atualmente, o Brasil só conta com um geoparque chancelado pela UNESCO, o Geopark Araripe, no Ceará. Nossa intenção é conseguir esta chancela para ser um Geoparque Global da UNESCO. Nosso projeto abrange 16 municípios litorâneos desde Maricá até São Francisco de Itabapoana.

A equipe que acompanhará as atividades é formada por professores, pesquisadores, alunos de graduação e pós-graduação da UFRJ, UFF e UERJ. Quer participar conosco? A ficha de inscrição para as atividades está disponível abaixo!

Destacamos que as caminhadas são em áreas naturais, por isso, é aconselhável utilizar roupas confortáveis, calçados adequados (como tênis ou botas de caminhada), protetor solar, chapéu ou boné. Levar água e alimentos também é recomendado.

Faça download do release completo do evento para maiores informações sobre os locais das atividades! Esperamos vocês!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *