Saquarema

PRINCIPAIS GEOSSÍTIOS:

N°2: BEACHROCKS DE DARWIN
Localização: 22°56’33.38″S; 42°40’10.31″O
Descrição: Na praia de Jaconé, na região entre Maricá e Saquarema, ocorrem beachrocks em mais de 1100m de extensão contínua (podendo alcançar 6 km em linha descontínua). Indicam uma posição do nível relativo do mar na época de sua formação um pouco mais baixa que a atual cerca de 0,5 m. Suas conchas foram datadas em 8.198 – 7.827 anos A.P. (Mansur et al. 2011), pelo método radiocarbono. Esta ocorrência permitiu a identificação de 3 litofácies em arenitos, coquinas e conglomerados. Foram descritas estruturas primárias como estratificação plano-paralela e cruzada de baixo ângulo e acanalada. Num Estado predominantemente formado por rochas cristalinas, esta rara ocorrência sedimentar reveste-se de importância. Seu valor é amplificado porque foi descrito por Charles Darwin, então com 23 anos de idade, em 9 de abril de 1832. Pesquisas arqueológicas realizadas na região descobriram seixos de beachrock nos sambaquis da Beirada e de Moa, em Saquarema, mostrando que este material já era conhecido do homem pré-histórico há mais de 4.000 anos A.P. Por seus atributos é classificado como patrimônio geológico com importância histórica e cultural e pelas informações científicas que abrangem aspectos geomorfológicos, sedimentar, paleoambiental, petrológico e estratigráfico, além de arqueológico e contextualizado na história da ciência. Tem importância internacional e valor científico, cultural, didático e ecológico.

N°3: PROMONTÓRIO DA IGREJA DE NOSSA SENHORA DE NAZARÉ
Localização: 22°56’7.94″ S; 42°29’40.08″ O
Descrição: Localiza-se no município de Saquarema, no pátio da “Casa da Pedra”, próximo ao costão, junto ao Promontório da Igreja de Nossa Senhora de Nazaré. O local está sinalizado com um painel do Projeto Caminhos Geológicos que descreve os tipos de rocha e estruturas geológicas que podem ser visualizadas no costão próximo. São apresentadas as rochas metamórficas, na forma de ortognaisses e ortoanfibolitos do Complexo Região dos Lagos, de idade paleoproterozóica (2 bilhões de anos). Entre as magmáticas são encontrados pegmatitos, alguns deles zonados, com núcleo de quartzo e bordas feldspáticas, datados de 500 Ma e um dique de diabásio (130 Ma) que cortam as metamórficas de maneira clara, representando excelentes exemplos didáticos. Falhas e fraturas também podem ser observadas no local. Complementarmente, visualiza-se a restinga da lagoa de Saquarema, originada da evolução de ilhas barreiras no Quaternário. Este promontório foi uma ilha durante o último ótimo climático, há 5.100 anos A.P. Este geossítio tem alto valor didático e cultural. A igreja, tombada como patrimônio nacional pelo INEPAC (Instituto Estadual do Patrimônio Cultural), foi construída em 1640. O costão também possui uma cavidade natural que se encontra cadastrada no CECAV – Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Cavernas do ICMBio.

N°4: ESTROMATÓLITOS E ESTEIRAS MICROBIANAS DA LAGOA VERMELHA
Localização: 22°56’3.60″ S; 42°24’18.89″ O
Descrição: Esta lagoa abrange porções do território dos municípios de Saquarema e Araruama. Os dois locais estão sinalizados com painéis do Projeto Caminhos Geológicos. A Lagoa Vermelha é hipersalina e possui como característica especial a formação de dolomita estratificada por ação microbiana, estromatólitos holocênicos e esteiras microbianas no seu leito e nos tanques das salinas existentes em suas margens. Segundo Vasconcelos (1994), a formação destes estromatólitos se dá por precipitação “in situ”, pelo acúmulo de camadas sucessivas de dolomitas por ação microbiana, sendo a Lagoa Vermelha um exemplo clássico mundial (www.caminhosgeologicos.rj.gov.br). A descoberta deste processo na Lagoa Vermelha tem atraído a atenção de cientistas estrangeiros e a transformou em um laboratório natural para pesquisa. A importância deste sítio relaciona-se, principalmente, ao entendimento da evolução da vida na Terra, assim como pela presença de dolomita, uma vez que a origem deste mineral tem sido objeto de discussões científicas nos últimos 200 anos, desde a sua descoberta (Mckenzie & Vasconcelos 2009). Este ambiente é também considerado análogo ao de formação das camadas do denominado Pré-sal. Na Salina Carvalho, além das esteiras microbianas, pode-se apreciar a técnica da retirada do sal e a arquitetura (os barracões são centenários) e paisagem típica com cata-ventos. Relatos do século 16 já mencionavam a extração de sal na região pelos índios, mas a primeira salina foi implantada somente em 1823 (www.lagossaojoao.org.br/la-usos.htm).


PRINCIPAIS SÍTIOS DE INTERESSE HISTÓRICO-CULTURAL NA ÁREA DO GEOPARQUE:

N°2: SAMBAQUI DA BEIRADA
Localização: 22°55’32.62″ S; 42°32’37.88″ O
Descrição: Trata-se de um sambaqui musealizado in situ, proveniente de um trabalho coordenado pela arqueóloga Lina Kneip (Museu Nacional/UFRJ) para preservação deste importante registro pré-histórico que resistiu ao avanço da especulação imobiliária. Hoje é um centro de recepção de escolas e visitantes em geral. Possui quatro camadas de ocupação, sendo a mais antiga datada por radiocarbono em 4520 anos A.P. Possui registros de enterramentos, artefatos e restos de fogueira e material lítico, entre eles um seixo de beachrock associado aos depósitos de Jaconé, localizados a aproximadamente 10 km de distância (Francisco & Machado 1998).

N° 3: CAMINHOS DE DARWIN
Localização: 22°55’32.62″ S; 42°32’37.88″ O
Descrição: No dia 9 de abril de 1832, Charles Darwin passa pela praia de Jaconé, descreve os beachrocks existentes na beira-mar e, finalmente, hospeda-se às margens da Lagoa de Saquarema. Este local era conhecido como Manatiba ou Mandetiba, hoje Manitiba. Segue um trecho dos relatos de sua caderneta de campo (Chancellor e Van Wyhe 2009): “9.th [April 1832] [page 5b] […] Geology: found a fragment on beach of sandstone with numerous Mactra. — the whole line of beach is composed of an extensive [page 6b] flat or a lake. between which & sea are large sand hills. on which the surf roars (by night fi ne effect) fresh land is gaining. — Sand emits a shrill sound […] Manatiba dined Temp in shade 84° our senses were refreshed by food & a more extended & prettier view: refl ection very clear in the lake.”. No seu diário ele cita ainda, a presença das lagoas de águas doces e salgadas.

Deixe seu comentário: